domingo, 8 de setembro de 2013

Resenha: Esposa 22




Nome: Esposa 22.
Editora: Intrínseca
Autor: Melanie Gideon
Número de páginas: 400


Alice e William Buckle se casaram apaixonados. Mas, dois filhos e quase vinte anos depois, Alice está entediada. Por isso, quando recebe um convite por e-mail para participar de uma pesquisa on-line sobre casamentos, ela aceita num impulso. Respondendo às perguntas enviadas por um pesquisador anônimo e carismático, Alice tem a oportunidade de reexaminar a história do próprio relacionamento. Protegidos pelos pseudônimos "Esposa 22" e Pesquisador 101, Alice e o condutor da pesquisa iniciam uma intensa troca de mensagens que acaba tomando um rumo cada vez mais íntimo.

Esposa 22 é um livro fácil, rápido e que te prendo do começo ao fim. Confesso que nunca leria ele se fosse pela capa (meio feia) mas o conteúdo é ótimo. A escrita é bem informal envolvendo linguagens da internet e redes sociais como google, facebook e mensagens. Melanie Gideon conseguiu colocar as dúvidas de uma mulher, de uma esposa e de uma mãe em 300 e poucas páginas. E ainda deu resposta de como lidar com elas.

Os personagens são bem cativantes e cada um tem sua característica própria apesar de ser comum. Alice e William Buckle são casados há quase 20 anos e tem dois filhos (Peter e Zoe) e ambos estão entrando na meia-idade. Alice sente seu casamento desgastado e William mais afastado do que nunca. Em uma pesquisa no google para ¨Casamento Feliz¨, ela se depara horas depois no seu e-mail com uma empresa que está fazendo uma pesquisa sobre casamentos. A pesquisa consiste em Alice respondendo as perguntas que a outra pessoa te manda - no livro só aparece as resposta deixando um espaço vago para o leitor imaginar quais seriam as perguntas. É ai que começa suas conversas, trocas de e-mail e etc. com o Pesquisador 101.

Os pontos mais altos do livro são os diálogos com o filho dela, o Peter. É muito legal o relacionamento dos dois e eu morria de rir com as suspeitas dela para com o filho dele ser gay. Com a Zoe já é mais complicado por ela ser uma típica adolescente-não-me-toca-por-favor-já-sou-independente. Também gosto bastante da amizade dela com sua melhor amiga Nedra - que é lésbica e mora com Kate, a forma com que todo mundo lido com isso no livro é bem natural e sem preconceitos. 

Em certa parte eu já tinha desconfiado do final mas isso não mudou em nada a "magia" do livro. O mais interessante é isso: é um livro onde trata de um casamento enfraquecido, dúvidas de uma mulher, uma amizade verdadeira e a luta de uma mãe para entender seus filhos. Tem vários quotes que nos fazem rir e outro que te faz pensar. Super recomendo! 

4 comentários:

  1. Gostei da parte que diz que o livro faz rir, isso faz com que eu me interesse pelo livro. Não gosto de finais previsíveis, mas talvez esse valha a pena.
    Amei os temas geek do blog!

    http://www.aiecharme.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHA você vai amar! O final não é previsível, eu só tenho um instinto muito forte pra descobrir esse tipo de coisa (principalmente em filmes). Espero que goste do livro <3

      Excluir
  2. Este livro está na minha lista dos que eu vou ler.
    E pelo que você escreveu e pelo que uma amiga que leu me diz, parece que eu vou gostar.

    http://www.minhassimpressoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que goste, é muito bom. Beijos Maria!

      Excluir