terça-feira, 10 de setembro de 2013

Resenha: O beijo das Sombras (VA)


Nome: O Beijo das Sombras
Editora: Nova Fronteira
Autor: Richelle Mead
Número de páginas: 320


Lissa Dragomir é uma adolescente especial, por várias razões: ela é a princesa de uma família real muito importante na sociedade de vampiros conhecidos como Moroi. Por causa desse status, Lissa atrai a amizade dos alunos Moroi mais populares na escola em que estuda, a São Vladimir. Sua melhor amiga, no entanto, não carrega consigo o mesmo prestígio: meio vampira, meio humana, Rose Hathaway é uma Dampira cuja missão é se tornar uma guardiã e proteger Lissa dos Strigoi - os poderosos vampiros que se corromperam e precisam do sangue Moroi para manter sua imortalidade. Pressentindo que algo muito ruim vai acontecer com Lissa se continuarem na São Vladimir, Rose decide que elas devem fugir dali e viver escondidas entre os humanos. O risco de um ataque dos Strigoi é maior, mas elas passam dois anos assim, aparentemente a salvo, até finalmente serem capturadas e trazidas de volta pelos guardiões da escola.
Depois de muita batalha para se afastar um pouco de sagas - batalha na qual eu não tivesse sucesso - , eu finalmente comecei a ler a série Academia de Vampiros. Eu nunca vi uma resenha negativa sobre os livros da Richelle Mead. Nunca. Confesso que não achei que o livro era tão emociante assim mas poxa vida, que livro ein! Fiquei bastante curiosa para ler a continuação (estou quase terminando já) mas o primeiro livro deixou a desejar em alguns pontos. Mas no geral, ele é incrivelmente ótimo! 

O livro é narrado pelo ponto de vista da Rose e não da Lissa, como eu pensei. Mas elas tem um "laço" que faz com que a Rose entre na cabeça da Lissa e consiga ver as coisas pelo lado dela. Eu fiquei boquiaberta com a amizade das duas, é tão verdadeira que parece surreal. No começo eu achei um tanto parado mas do meio para o final, as coisas começaram a mudar. 

O que eu mais gostei foram os personagens, todos eles são diferentes e com características únicas. A minha preferida é a Rose, que está longe de ser uma dessas mocinhas sem sal. Rose é um dampira, que está destinada a se tornar guardiã de Lissa, que é uma Moroi e  sua melhor amiga. Dampiros são seres meio vampiros, meio humanos em que têm como missão proteger os Moroi dos Strigoi. Os Strigoi são uma espécie de vampiros que foram corrompidos, ou seja, eles são totalmente malvados e extremamente fortes. E imortais. Mas para conservar a imortalidade deles, eles precisam beber sangue dos Moroi. Por isso os Moroi precisam tanto da proteção dos guardiões.

Lissa foi o centro da minha irritação com suas atitudes tão boazinhas. E isso só mudou no final do livro, quando ela finalmente fez algo para mudar o rumo da história. Mas no final de tudo, meu personagem favorito acabou sendo o Christian, o jeito obscuro e reservado dele me conquistou eternamente. Ele não fica com mimimi, é divertido, inteligente e com um humor na medida certa. Eu sempre prefiro os bonzinhos metido a malvados. Outro personagem que gostei bastante também foi o Dimitri, mas não fiquei loucamente obcecada por ele igual algumas pessoas falaram por aí. 

Me arrisco a dizer que está sendo uma as melhores sagas de vampiros que já li. Talvez eu mude de opinião mas até agora está sendo maravilhoso. Eu nunca tinha lido nenhum livro da Richelle Mead, mas gostei bastante da sua forma de escrever. Essa história dos vampiros serem mais fracos e precisaram de guardiões foi um pouco...estranha. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário